Archive for the ‘Informática’ Category

h1

Fim do Geeknologia? Não!

setembro 8, 2009

A todos os meus dois leitores, peço as mais sinceras desculpas pela parada quase geral na postagem do blog. Estou passando por alguns dias altamente atribulados na empresa onde trabalho, fruto da implantação de um novo software de ERP, e por isso acabei “sumindo” por alguns dias.

Neste curto período em que venho mantendo este blog, desenvolvi uma espécie de compromisso com vocês, que visitam o site em busca de diversão e notícias. Como não estou tendo tempo algum para atualizar o site, sinto verdadeiras “crises de abstinência”: às vezes vejo algo legal, que poderia ser colocado no site, penso em escrever… mas as obrigações do dia-a-dia me impedem de fazê-lo, o que muito me chateia.

É isso… para não passar em branco e por pura falta de ter o que postar, coloco aí para vocês um print da tela do meu “notebook” (aquele PIII 700 MHz sobre o qual falei aqui ). 

snapshot1

Anúncios
h1

GeekTutos #02 – Linux customizado em 15 minutos? Use o SUSE Studio

agosto 27, 2009

RobozinhoQue tal criar um Linux customizado para suas necessidades de forma rápida e sem suar quase nada? Esta é a proposta do SUSE Studio, um impressionante serviço web cuja versão final foi lançada pela Novell no último dia 28 de julho.

No SUSE Studio qualquer internauta pode em poucos minutos criar uma “distro” baseada no SUSE Linux. Não são necessários grandes conhecimentos técnicos: basta apenas seguir a sequência de passos apresentada pelo site e o sucesso é certo.

Por onde eu começo? – Acesse o http://www.susestudio.com. Na página inicial, você será saudado por um simpático robozinho, e se tiver tempo e disposição, poderá até mesmo assistir a um screencast explicativo sobre o serviço.

Clique aqui para ler o resto do Tutorial…

h1

MenuetOS: o incrível sistema de um disquete só

agosto 22, 2009

menuetos_logoNesses dias em que se tornou lugar comum ver distribuições Linux em “live cd”, que tal um SO (com interface gráfica!) que roda em “live diskette”? Não é brincadeira, nem feitiçaria: é o MenuetOS (ou MeOS), um mini-sistema operacional totalmente desenvolvido em assembly (asm).

Para quem não sabe, o assembly é uma linguagem de baixíssimo nível. Calma, sua sintaxe não é formada por palavrões e xingamentos, mas por uma notação mnemônica através da qual seres humanos normais – ou quase – podem compreender a linguagem de máquina, formada na realidade por zeros e uns.

O criador do MeOS é o finlandês Ville Turjanmaa, provavelmente um übernerd com muitas idéias loucas na cabeça e um compilador montador asm nas mãos. De acordo com uma entrevista para o OS News, Turjanmaa teria visto que, ao serem portadas para o assembly, certas partes do kernel Linux tiveram um ganho de velocidade de 10 a 40%.

Ao saber deste fato, Turjanmaa deve ter sentido um impulso irresistível que o arrastou para a frente do micro, forçando-o a passar diversas noites em claro regadas a muita cafeína e pizza fria (ou seja lá o que os programadores finlandeses comem).

Tela do MenuetOS - Interface gráfica em um único disquete

Tela do MenuetOS - Interface gráfica em um único disquete

Com o tempo, diversas pessoas se juntaram ao projeto: Turjanmaa definiu o gerenciamento de processos e a GUI, enquanto Madis Kalme cuidou das funções gráficas e Mike Hibbett desenvolveu o sistema que permitiu o uso em rede.

Segundo o site oficial do sistema, o MeOS traz um ambiente “fácil” (as aspas são nossas) para a programação asm em 32/64 bits, mas nada impede que os programas sejam desenvolvidos em outras linguagens (ou delas portados para o assembly). Para que se tenha uma idéia do poder do sistema, no site oficial estão disponíveis ports do DOSBox e de games como Doom e Quake (o port foi realizado pelo polonês Jarek Pelczar).

Quake: Que tal relaxar dando uns tiros?

Quake: Que tal relaxar dando uns tiros?

O MenuetOS não tem nada a ver com o UNIX, nem é baseado em nenhum sistema operacional conhecido. Um texto explicativo do site oficial afirma que o objetivo disso foi “remover as camadas extras entre as diferentes partes de um SO, que normalmente complicam a programação e criam bugs”.

Agora, para quem pensa que o MeOS é apenas uma demonstração sem utilidade, lá vão algumas das “features” que o sistema traz:

  • Multitarefa preemptiva
  • Interface que aceita resoluções maiores que 1280×1024 com 16 milhões de cores
  • Gerenciador de janelas que aceita skins, arrastar e soltar e transparência
  • USB 2.0
  • Clientes de Email/FTP/HTTP
  • Servidores de FTP/MP3/HTTP

Ficou com vontade de experimentar? Você pode baixar a imagem da última versão do disco de boot e testar em seu computador. Se você não tem drive de disquete (ou se por acaso tem medo de arriscar), recomendamos o uso de sistemas de virtualização como o QEMU ou o Sun xVM Virtualbox – ambos tem versões para Linux e Windows.

Multitarefa: um monte de janelas abertas...

Multitarefa: um monte de janelas abertas...

Geeknologia é cultura: “Menuet” (minueto) é o nome de uma dança que foi muito popular há alguns séculos, e seu nome vem da palavra francesa “menu”, que quer dizer “miúdo”.

Apropriado, não?

h1

Somniloquy: nova tecnologia permite baixar arquivos em modo sleep

agosto 21, 2009

Do Gizmodo (BR) – Preocupados com a ecologia, cientistas norte americanos da Universidade da Califórnia criaram (com colaboração da Microsoft Research – ver paper aqui) um dispositivo USB que permite que computadores possam continuar baixando arquivos mesmo quando em modo de hibernação.

somniloquy_diagram-smO protótipo do Somniloquy (“sonilóquio”, ou “falar durante o sono”) é um verdadeiro mini computador com sistema operacional Linux embarcado, com um consumo de energia 11 vezes menor que o de um micro completo.

Quando o computador entra em modo de economia de energia, o Somniloquy é ativado, e literalmente “assume” o lugar da máquina na rede. Os arquivos baixados durante esse período ficam gravados em um cartão SD até que a máquina real seja novamente ligada.

Existe uma grande probabilidade que essa tecnologia seja aprimorada e incorporada nas futuras gerações de placas de rede. A única coisa realmente estranha é a Microsoft Research ter ajudado em um projeto no qual se usa Linux embarcado.

h1

Fundador da Netscape planeja lançar novo Browser

agosto 17, 2009

RockMeltMarc Andreessen, criador do navegador Netscape e atual diretor do Facebook, planeja lançar um novo browser para competir com o Firefox, Internet Explorer, Chrome e cia. 

O nome: RockMelt (Rochas Derretidas). Por enquanto, o site da nova companhia mostra apenas a logomarca do futuro navegador – algo como o planeta Terra com uma “teia” (web) de rachaduras revelando pontos de lava derretida – e um campo onde o internauta pode cadastrar seu e-mail para receber notícias.

Correm rumores de que o RockMelt teria integração completa com o Facebook, fato que foi negado pela companhia.

h1

ReactOS: Uma alternativa real ao Windows?

agosto 12, 2009

ReactOS-Uma-Alternativa-ReaEncaremos os fatos: apesar das óbvias deficiências, o Windows ainda é o SO favorito da grande maioria dos usuários. O Linux, por sua vez, amarga uma injusta fama de “complicado”: muitos não migram para o Pinguim apenas para não ter que reaprender o “bê-a-bá” da informática.

Mas… e se alguém criasse um sistema operacional livre capaz de rodar a grande maioria dos programas desenvolvidos originalmente para o Windows? É aí que entra o ReactOS, um sistema operacional Open Source que visa ser binariamente compatível com o Windows

Um pouco de História Pode-se dizer que as sementes do projeto ReactOS foram lançadas em 1996 por Yannick Majoros, com o projeto FreeWin95. Na época, o Windows 95 ainda era novidade, e os desenvolvedores planejavam “cloná-lo” sob licença Open Source.

Após um ano de muita discussão, praticamente nada de concreto foi feito. No final de 1997 o projeto trocou de nome para “ReactOS” (o termo “react” vem de “reagir”). Agora sob a liderança de Jason Filby, os objetivos do grupo também mudaram: a equipe decidiu que seria bem mais proveitoso duplicar a arquitetura do Windows NT 4.

Quer ler o resto do artigo?  Baixe gratuitamente a edição número 5 da Revista Espírito Livre e confira a íntegra na página 50!

h1

Norte-americano diz que seu gato teria baixado pornografia infantil

agosto 11, 2009
Que cara de pau...

Que cara de pau...

Do The Guardian (UK) – O norte-americano Keith Griffin, 48 anos, morador de Jensen Beach (Florida) foi preso no último dia sete de agosto. A acusação: foram encontradas mais de mil imagens de  pornografia infantil em seu computador pessoal. 

Como defesa, Griffin alegou que o material teria sido baixado por seu gato de estimação: o bichano, ao andar sobre o teclado, teria feito com que “coisas estranhas” aparecessem na máquina.