Posts Tagged ‘pendrive’

h1

Kingston lança pendrive de 256 Gb

julho 22, 2009
O preço é salgado: algo entre 900 e 1000 dólares. Com este lançamento, a Kingston coloca em meros sete centímetros uma capacidade de armazenamento que os usuários esperariam encontrar apenas em discos rígidos.
De acordo com o fabricante: “O produto é ideal para usuários de netbooks que desejem extender a limitada capacidade de suas máquinas”. O problema: o DataTraveller 300 custa pelo menos o dobro do valor de um netbook nos Estados Unidos.
O produto conta com o Passport Traveller, um software de proteção de dados por senha que infelizmente está disponível apenas para usuários Windows.
A boa notícia: é extremamente provável que o lançamento do DataTraveller 300 derrube radicalmente o valor atual dos pendrives de 32 e 64 Gb.

Do PC Pro (UK) – O preço é salgado: algo entre 900 e 1000 dólares. Com este lançamento, a Kingston coloca em meros sete centímetros uma capacidade de armazenamento que os usuários esperariam encontrar apenas em discos rígidos.

it_portal_pic_121459De acordo com o fabricante: “O produto é ideal para usuários de netbooks que desejem estender a limitada capacidade de suas máquinas”. O problema: o DataTraveller 300 custa pelo menos o dobro do valor de um netbook nos Estados Unidos.

O produto conta com o Passport Traveller, um software de proteção de dados por senha que infelizmente está disponível apenas para usuários Windows.

A boa notícia: é extremamente provável que o lançamento do DataTraveller 300 derrube radicalmente o valor atual dos pendrives de 32 e 64 Gb.

Anúncios
h1

Alerta ao Consumidor: Cuidado com os Pendrives Falsificados

junho 16, 2009

Muito cuidado na hora de comprar pendrives de alta capacidade (16 e 32 Gb). A nova moda entre os piratas é a falsificação de dispositivos de memória USB, e esta infeliz “tendência de mercado” já provocou diversas vítimas mundo afora.

Funciona assim: os “bucaneiros” utilizam em seus artigos falsificados memórias flash com a capacidade máxima remarcada no firmware. Desta forma, os piratas vendem facilmente um pendrive de 512 Mb pelo preço de um de 32 Gb. O computador reconhece a memória como sendo de alta capacidade, e até permite que o usuário grave seus arquivos. A surpresa desagradável vem somente ao acessar os dados: os arquivos aparecem como se estivessem corrompidos.

A Kingston (principal vítima das falsificações) já se mobilizou incluindo em sua página de Registro de Garantia a funcionalidade de registro e verificação de produtos de memória flash.  O consumidor deverá ter em mãos a embalagem na qual veio o dispositivo de modo a verificar junto à fabricante se o produto é válido ou não.

Cuidados ao Comprar – Ao comprar pendrives, verifique cuidadosamente as embalagens. No caso da já citada Kingston, existem falsificações quase perfeitas, exceto por detalhes ínfimos. Para começar, o plástico que recobre as embalagens originais é muito resistente e precisa ser aberto com tesoura. Desconfie se a embalagem abrir muito facilmente e jamais compre se o produto vier fora do blister.